Líderes continuam a homenagear o bicentenário


Líderes, locais e nacionais de várias partes do mundo, continuam a enviar as suas homenagens em honra do Bicentenário, às comunidades Bahá’ís, sendo as mais recentes da Australásia, Ásia Central e América do Sul.

Na Nova Zelândia, o primeiro-ministro Bill English dirigiu uma mensagem à comunidade bahá'í do seu país, na qual afirma: "Muitos na Nova Zelândia, e em todo o mundo, estão a comemorar esta data muito especial, e eu espero que desfrutem das festividades com as vossas famílias e amigos".

Primeiro-ministro Bill English

No início do ano, na sua mensagem à comunidade bahá'í da Austrália, por ocasião do Ridván, o primeiro-ministro Malcolm Turnbull escreveu um tributo inspirador, reconhecendo este ano do bicentenário como especial. "Os bahá'ís australianos são uma comunidade cordial e acolhedora; uma comunidade dotada de música e caridade; uma comunidade que se regozija com a sua identidade e, no entanto acolhe todos com respeito e igualdade" - escreveu o primeiro-ministro Turnbull em abril. "Somos verdadeiramente cidadãos do mundo e o nosso compromisso comum com a amizade, a inclusão e a harmonia é o que constitui o cerne do nosso sucesso".

No Cazaquistão, o vice-ministro dos Assuntos Religiosos e da Sociedade Civil, Berik Aryn, dirigiu uma carta à comunidade bahá'í, que dizia: "Esperamos que os seguidores da Fé Bahá'í, através do seu serviço espiritual, promovam a consolidação da forte relação entre as entidades governamentais e os grupos religiosos, bem como entre os diferentes grupos religiosos, no Cazaquistão".

Na Argentina, várias autoridades locais e regionais da província de Santa Fé, enviaram vídeos com saudações para a Casa Universal da Justiça e para a cidade de Haifa. Outras ações das autoridades de Rosário, na Argentina, incluíram várias ordenações municipais e provinciais, entrevistas na rádio, uma celebração de hasteamento de bandeira e mensagens de saudação.

Fonte: Bahá'í World News Service


Pode também gostar de: